[Resenha] Peter Pan

images.livrariasaraiva.com.br
Livro: Peter Pan
Autor: J.M Barrie
Número de Páginas: 224
Editora: Zahar (♥)

“Então venha comigo, onde nascem os sonhos, e o tempo nunca é planejado. Basta pensar em coisas alegres, e seu coração vai voar nas asas, para sempre, na Never Never Land!”

Quem nunca quis voar para um lugar onde o tempo congelasse e você pudesse parar de crescer, e ser criança para sempre, sem preocupações, sem pais falando o que fazer o tempo todo, apenas rindo e se divertindo o tempo todo? Ninguém. E, é para esse mundo que Peter Pan, o menino que nunca cresce, leva Wendy, João, Miguel e você. Sim, você. Mas, vamos para onde tudo começou.

“É humilhante ter que confessar que essa arrogância de Peter era uma de suas qualidades mais fascinantes.”

Estamos na Inglaterra, mais precisamente na casa dos Darling, onde podemos ver o Sr. Darling, o clássico adulto insensível e irritante, a Sra. Darling, uma mãe encantadora que faz o máximo possível pelos seus filhos, e é claro, as crianças: Wendy, João e Miguel. Ah, não podemos nos esquecer da babá (que também é uma cadela): Naná. Mas, essa noite, o Sr e a Sra Darling irão sair e vão deixar as crianças sozinhas em seus quartos para dormir.

É noite, os Darling saíram, as crianças estão em suas camas, quando Peter Pan, o menino que as crianças pensavam existir apenas na sua imaginação, juntamente com sininho, sua fadinha inseparável, aparece para buscar sua  sombra que aparentemente havia ficado presa lá enquanto ele estava escutando uma história da Sra Darling. E, ao fazer isso, ele acaba acordando as crianças e levando-as para a Terra do Nunca junto com ele.

“Pensamentos felizes fazem a gente voar.”

Mas, afinal, o que é a Terra do Nunca? Segundo o próprio autor, cada criança tem a sua própria Terra do Nunca. Lá é o lugar que você sempre sonhou, tudo aquilo que você imaginava quando era pequeno, todas as batalhas e objetos que existiam apenas na sua imaginação, tudo isso está lá, apenas esperando por você. E a Terra do Nunca onde Peter Pan mora, é onde todas as Terras do Nunca se encontram. Agora, o que vai acontecer lá, só lendo que você vai descobrir.

“Você conhece aquele lugar entre dormir e acordar, o lugar onde você ainda pode lembrar de sonhar? É onde eu sempre te amarei. É onde eu estarei esperando.”

Peter Pan é, sem dúvidas, um dos melhores livros que eu já li. Nesse universo que J.M Barrie criou, somos apresentados a personagens cativantes e percebemos várias analogias com o mundo real.

Todos os personagens do livro são muito bem trabalhados, até mesmo os ditos secundários, como os Meninos Perdidos, que são os outros garotos que moram com Peter na Terra do Nunca, e o antagonista, Capitão Gancho (muito amor ♥), que odeia o Pan devido aos seus maus modos.

“Peter Pan é um garoto que não quer crescer, não quer se ‘tornar um homem’, porque correria o risco de ficar patético como os demais personagens masculinos da história, que são todos ridicularizados, desvalorizados, diminuídos. Gancho tem medo de sangue e se preocupa com os bons modos; Jorge Darling se preocupa com o que os vizinhos pensam dele, é um homem bobo, orgulhoso, inseguro.”

O que eu mais gostei na Sininho, que por vezes foi odiável durante o livro, foi na verdade a história de como as fadas nascem: a partir do primeiro riso de um bebê.

“Sabe, Wendy, quando o primeiro bebê riu pela primeira vez, o riso dele quebrou em milhares de pedaços e todos eles saíram pulando, e esse foi o começo das fadas.”

Enfim, o universo mágico da Terra do Nunca que Barrie criou é incrível e nos leva a pensar sobre diversas questões do nosso cotidiano.E, mostra a importância dos pais na vida da criança, uma vez que, podemos perceber o quanto os meninos perdidos sentem falta de ter uma mãe com eles. Alguém que os eduque, mas mais do que isso: que os ame.

Peter Pan é um livro incrível que me levou a entrar no mundo de encantos e aventuras da Terra do Nunca, e me mostrou que é possível voar quando eu quiser, basta apenas imaginar e acreditar naquilo e aí, quem sabe um menino não entra pela minha janela e me leva mais uma vez com ele para a Terra do Nunca junto com ele? Só não deixe o Gancho te pegar.

“Nunca diga “adeus”, porque dizer “adeus” significa ir embora e ir embora significa esquecer.”

Resenha por: Vanessa Oliveira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s