A diferença entre gostar, se apaixonar e amar

tumblr_static_imagens-rom__nticas-em-hd-11

Gostar é o começo, o começo de tudo, de todo encantamento e de algum sentimento. É quando você percebe que, por algum motivo, agora você enxerga aquela pessoa de uma forma diferente. Quando, de repente, você começa a se interessar mais pelo que ela gosta, só por ela gostar. E perceber mais em cada detalhe de tudo o que ela está fazendo. É analisar, e escutar, com atenção tudo o que ela fala; porque, de repente, a voz dela passou a ser como música para os seus ouvidos. Gostar é passar a olhar mais para ela, porque o olhar dela te encanta e o sorriso dela começa a te fazer sorrir.

Se apaixonar é querer olhar para esse sorriso e ser o motivo dele, é querer mover o céu, e o mundo, só para vê-lo de novo nos lábios daquela pessoa. É ignorar os defeitos, e aceitar os erros como se fossem acertos. É fazer daquela pessoa o seu momento, e arder por dentro com toda vontade e sentimento. É se entregar no hoje, sem pensar no amanhã e esquecendo-se do ontem. É querer pular dos maiores prédios só para demonstrar seu sentimento, é ser insano e se achar lúcido. É querer gritar ao mundo sem pensar duas vezes que aquela pessoa é o seu hoje e o seu para sempre, é não ter certeza de nada e achar que tem certeza de tudo. 

Amar é diferente, amar é querer tudo mesmo sem ter certeza de nada. Amar é ser feliz com as pequenas coisas, com as pequenas palavras. Amar é profundo, e complexo, como um oceano. Amar é calmaria com fortes ondas, a paz em meio ao caos, a única lucidez em meio a toda loucura. Amar é lembrar-se do ontem e não ver sentido nele; é viver o hoje e perceber que é aquilo que você quer para o amanhã. É quando você não vê aquela pessoa como a sua vida, mas quando você só vê a sua vida com aquela pessoa. Amar é perceber cada defeito e aceitar como se fossem qualidades. Amar é quando, mesmo com todos os empecilhos e obstáculos, você não consegue pensar em algum motivo forte o bastante para te fazer desistir. 

 São sentimentos diferentes, são individualmente fortes, são únicos. São seus, meus e nossos. Estão ai, aqui e ali. Às vezes estão juntos, outras separados, e algumas você nem sabe que eles estão; mas eles sempre estão. De uma maneira ou de outra, na dúvida de qual, pergunte ao seu coração.

Escrito por: Gracielle Anacleto 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s