O que ficou

so-meuTava olhando as cartas que você me mandou e lembrei que costumávamos ser inseparáveis, você lembra? Estávamos direto uma na casa da outra, mesmo se vendo de segunda a sexta e quando chegávamos da escola, a gente ligava o computador e ficava horas conversando. Agora, tô aqui pensando, pra onde será que foi tudo isso? O que aconteceu com a amizade que a gente tinha? Ou será que, na verdade, nunca tivemos nada?

Fiquei pensando em diversas causas para a gente não se falar mais e não achei uma sequer que seja plausível. Talvez seja a distância que a gente colocou quando nem precisava existir, talvez sejam as conversas que depois de um tempo não conseguiam render, talvez sejam as brigas que depois de tantas e tantas, simplesmente não sobraram mais desculpas, talvez sejam as escolhas que foram tão diferentes que não deram mais pra compartilhar, ou talvez, bem talvez mesmo, tenha sido o tempo que passou e a gente não conseguiu segurar.

Mas, olhando essas cartas e lendo cada palavra, fiquei pensando pra onde foi o sentimento, pra onde foi o ‘melhor amiga’, o ‘eu nunca vou te abandonar’ e o ‘vai ser pra sempre’? Onde será que ficaram as brincadeiras que nós tínhamos e ninguém mais entendia? Pra onde foram os sorrisos e os choros compartilhados? Será que sobraram apenas essas poucas lembranças? Será que tudo que passamos ficou apenas naqueles papéis que só servem para ficar guardados em uma caixa no fundo do armário?

Hoje em dia, eu ainda tenho o seu número, te tenho no facebook e em todas as outras redes sociais possíveis, mas você virou apenas um número lá, mais uma pessoa que eu vejo as fotos e curto de vez em quando. Você virou uma desconhecida.

Não sei onde foi que a gente errou, não sei onde a gente deixou nossa amizade, mas sei que já é tarde demais pra voltar atrás. O que se resta a fazer é apenas olhar para esse monte de papel que carrega um monte de palavras que foram escritas quando ainda havia sentimento.

Mas é isso, você fica aí e eu aqui, já tem sido assim há um bom tempo e não é agora que vai mudar. Eu só queria entender o que aconteceu. Só queria saber o que levou a esse afastamento, a essa distância. Enfim, tu se cuida daí que eu me cuido daqui e a gente se vê por aí, qualquer dia desses, quando nossos caminhos se cruzarem de novo. Ou não.

Escrito por: Vanessa Oliveira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s