Resenha: Extraordinário

Extraordinario

Livro: Extraordinário
Autora: R. J. Palacio
Número de páginas: 320
Editora: Intrínseca

“Se eu encontrasse uma lâmpada mágica e pudesse fazer um desejo, pediria para ter um rosto comum, em que ninguém nunca prestasse atenção. Pediria para poder andar na rua sem que as pessoas me vissem e depois fingissem olhar para o outro lado. Sabe o que eu acho? A única razão de eu não ser comum é que ninguém além de mim me enxerga dessa forma.”

August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias ecomplicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade… até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.
Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade – um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo tipo de leitor.

Extraordinário conta a história de Auggie Pullman que nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma séria deformidade facil, que lhe impôs várias cirugias, por essa razão ele nunca frequentou a escola. Porém, nos seus dez anos seus pais decidem que já está na hora de ele ir para a escola, e ele vai, porém, a vida não é nada fácil para Auggie, nem para os seus familiares. Em todo lugar que Auggie vai, é apontado e julgado, sem que as pessoas percebam o quanto isso dói nele.

livro-extraordinc3a1rio
Eu simplesmente amei o livro, é uma verdadeira história de superação, amor e compaixão. A história possui seus pontos de descontração e também os pontos mais sérios. Há vários momentos em que você fica comovido com a história de Auggie, pelo que ele e a sua família passam, e até mesmo com fato de as pessoas serem apontadas só por andarem com ele.  Algo nítido que se percebe é o bullying que seus colegas de classe praticam com ele, uma situação triste porém, presente em nossa sociedade. Outro fato interessante no livro é que podemos ver o ponto de vista da história de diversas maneiras e, isso deixa a leitura mais emocionante ainda.  Acredito que a lição que devemos tirar de extraordinário é não julgar as pessoas pela aparência e aprender a dar valor as pequenas coisas da vida.

“Toda pessoa deveria ser aplaudida de pé pelo menos uma vez na vida, porque todos nós vencemos o mundo.” – Extraordinário.

Resenha por: Vanessa Oliveira

Anúncios

2 pensamentos sobre “Resenha: Extraordinário

  1. Pingback: 5 livros para chorar muito |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s