Resenha: A Culpa é das Estrelas

Livro: A Culpa É Das Estrelas
Autor: John Green
Número de páginas: 288
Editora: Intrínseca

“Não sou formada em matemática, mas sei de uma coisa: existe uma quantidade infinita de números entre 0 e 1. Tem o 0,1 e o 0,12 e o 0,112 e uma infinidade de outros. Obviamente, existe um conjunto ainda maior entre o 0 e o 2, ou entre o 0 e o 1 milhão. Alguns infinitos são maiores que outros… Há dias, muitos deles, em que fico zangada com o tamanho do meu conjunto ilimitado. Eu queria mais números do que provavelmente vou ter.”

Em A Culpa é das Estrelas, Hazel é uma paciente terminal de 16 anos que tem câncer desde os 13. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.

Hazel é uma paciente em estado terminal de câncer, que faz faculdade e tenta levar a vida como uma adolescente comum, porém, as circunstâncias não deixam ela parecer uma adolescente comum pelo fato de ela ter que andar sempre com um carrinho de oxigênio ao lado. Por insistência de sua mãe, Hazel começa a participar de um grupo de apoio a crianças com câncer, onde todas as pessoas possuem o mesmo problema que ela, câncer. Lá, ela conhece Augustus Waters que teve a sua perna amputada e está em estado de remissão, a partir daí eles começam a fazer a sua própria história.

Já faz bastante tempo que eu li “A Culpa é das Estrelas” e mesmo agora, não tenho palavras para expressar o quanto eu gostei do livro. Foi o primeiro livro que eu li do John Green, e foi uma ótima experiência. Fiquei presa ao livro da primeira a última página, John soube exatamente como conduzir a história e prender o leitor. Em nenhum momento a história fica entediante ou sem sentido, pelo contrário, a história fica melhor a cada página. Eu não sei quanto as outras pessoas que leram mas, este se tornou o meu livro preferido, e olha que eu já li muitos livros. Resumindo, é um livro emocionante, e com um final surpreendente, recomendo para todos e espero que tenham gostado da minha primeira resenha!

“Meus pensamentos são estrelas que eu não consigo arrumar em constelações” (Augustus Waters, A Culpa é das Estrelas)

Resenha por: Vanessa Oliveira

Anúncios

7 pensamentos sobre “Resenha: A Culpa é das Estrelas

  1. Achei sua resenha interessante, somente pelas suas palavras já da um gostinho de ler o livro novamente! Li sua introdução e sim, não da prum blog virar famoso de um dia pro outro, mas, pelas palavras usadas dentro desta resenha, já vi que o blog será de grande sucesso. Já achou uma nova garota pra ler toda sua resenha! 🙂 Afinal, você tem twitter?

  2. Pingback: 5 livros para chorar muito |

  3. Pingback: [Tag] Doenças Literárias |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s